Prefeitura de SP, sem ouvir à população do centro, cria vagas para carros em calçadão no centro de SP – 25 NEWS
quarta-feira, 17 abril, 2024

Prefeitura de SP, sem ouvir à população do centro, cria vagas para carros em calçadão no centro de SP

É um ‘retrocesso', dizem especialistas.

Prefeitura de SP, sem ouvir à população do centro, cria vagas para carros em calçadão no centro de SPÉ um ‘retrocesso’, dizem especialistas.

Centro histórico de SP,20.01.22.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Mobilidade e Trânsito (SMT) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), vai disponibilizar 275 vagas no total, sendo 200 na Alameda Barão de Itapetininga e nas ruas Conselheiro Crispiniano e Marconi, além de 75 em vias do entorno.

As vagas poderão ser utilizadas entre 19h e 2h, por meio do aplicativo da Estapar.

Segundo a Prefeitura, a medida leva em consideração a baixa circulação de pedestres pelos calçadões do centro no período noturno e a alta demanda por vagas de estacionamento do público .

Por outro lado,

O projeto da Prefeitura de São Paulo (SP) para criar vagas de estacionamento de Zona Azul à noite nos trechos dos calçadões do centro histórico paulistano não foi bem recebido entre especialistas em urbanismo e mobilidade.

Há uma contradição, na avaliação dos urbanistas, na criação desses espaços para carros, uma vez que um dos objetivos informados pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) é justamente incentivar a circulação dos pedestres no local.

“Me parece uma medida errada, que vai totalmente na contramão de todas as tendências de desenvolvimento urbano contemporâneas em São Paulo, no Brasil e no mundo todo. Não há justificativa plausível para essa medida”, afirma Carlos Leite, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie, que prossegue: “Vai desconfigurar os calçadões e priorizar o carro, o estacionamento, e se complica a vida do pedestre”.

O Presidente do Conseg25deMarço e Sé, o Advogado Mário Constantino  Marcovicchio, foi enfático:  … Perguntaram para a população que vive, mora, trabalha na região ? É claro que não. É mais uma media que vem de cima para baixo. Esses ‘burocratas’, não sabem o que acontece no centro da cidade de São Paulo, Não são moradores, não são lojistas. O grande problema do centro da cidade como um todo é a Zeladoria Urbana.  Enquanto não tivermos administradores competentes,  alguém  que consiga falar com que mora, reside, trabalha, nas ruas, e ouvir quais são os problemas de fato, vai continuar a  ter medidas como estas na contramão das grandes metrópoles e em desfavor da população que mora, vive, respira o centro da cidade de São Paulo, que diga-se de passagem está largada, abandonada”.  (entrevista a Record News)

REDES SOCIAIS

 

 

 

 

 

 

25 NEWS – Jornal do Centro de São Paulo (jornal25news.com.br)

 

 

VEJA TAMBÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 − 9 =

lateral 2 Banner Precisando divulgar? LIT
pace il mondo

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist