Dia das Mães: faturamento do varejo paulista deve alcançar R$ 83,1 bilhões em maio, segundo fecomércio – 25 NEWS
segunda-feira, 17 junho, 2024

Dia das Mães: faturamento do varejo paulista deve alcançar R$ 83,1 bilhões em maio, segundo fecomércio

Com Dia das Mães, faturamento do varejo paulista deve alcançar R$ 83,1 bilhões em maio

Estimativa é que vendas ligadas a vestuário, farmácia e perfumaria sejam alavancadas pela data

Com Dia das Mães, faturamento do varejo paulista deve alcançar R$ 83,1 bilhões em maio

Estima-se queda de 4,7% nos gastos do mês por família, reflexo da inflação e do alto endividamento 
(Arte: TUTU)

No mês de maio, as vendas no comércio varejista do Estado de São Paulo devem alcançar R$ 83,1 bilhões, de acordo com estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Apesar da retração de 1,6% em comparação ao mesmo período de 2021, caso os números se concretizem, este será o segundo melhor “mês das mães” desde o início da série histórica da pesquisa, em janeiro de 2008.

O levantamento aponta, contudo, menos impacto da data no comércio, já que as vendas das atividades mais sensíveis à ocasião devem apresentar retração de 3,4%. Em termos monetários, seriam R$ 1,6 bilhão abaixo do observado no mesmo período de 2021.

Leia sobre outros temas de interesse do empresário
Comércio e serviços titubeiam com inflação, juros e desemprego elevados
Melhore a imagem da empresa com selos do Procon-SP
Com atuação da FecomercioSP, Código de Defesa do Empreendedor é sancionado e traz modernização ao setor empresarial

Dentre as atividades que geralmente se destacam no período, apenas as lojas de vestuário, tecidos e calçados (3,2%) e de farmácias e perfumarias (0,6%) tendem a mostrar crescimento em função do Dia das Mães. Para o faturamento das lojas de eletrodomésticos e eletrônicos, estima-se queda de 17%, enquanto que para as lojas de móveis e decoração, a redução prevista é de 9,7%. Nos supermercados, por sua vez, as vendas devem diminuir 2,6%.

dia_das_mes_2022_1

A previsão é que, no mês, cada família destine R$ 2.973,40 – queda de 4,7% ante maio do ano passado, quando alcançou R$ 3.120,48 – para a aquisição/o consumo nos segmentos que, historicamente, são os mais procurados na data, ou seja, assistência à saúde/beleza, eletrodomésticos e eletrônicos, mobiliários e artigos do lar, vestuário, alimentação e produtos de higiene. Dentre eles, vestuário é o único com estimativa de aumento nas vendas em tíquete médio familiar. O segmento deve alcançar R$ 404,16 – 1,7% superior ao consolidado no mesmo mês de 2021 (R$ 397,25).

dia_das_mes_2022_2Vendas em maio

Apesar da retração de 1,6% prevista para as vendas do varejo no mês de maio, de acordo com a FecomercioSP, o ritmo que estes números sinalizam é o principal fator a ser avaliado. Isso, porque é preciso considerar a base de comparação bastante positiva, já que o resultado alcançado no mesmo período do ano passado foi o maior de toda a série histórica, atingindo R$ 84,4 bilhões.

A taxa estimada para este ano pode ser um indicativo de redução no ritmo do consumo. Neste sentido, o fator mais preocupante – e o obstáculo que pode ser decisivo para a manutenção de um ciclo mais aquecido e sustentado de vendas – é a inflação, elemento de maior impacto negativo sobre o poder de compra das famílias, em especial se considerarmos o alto nível de endividamento dos consumidores.

Fonte: Fecomércio

.

VEJA TAMBÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − 4 =

lateral 2 Banner Precisando divulgar? LIT
pace il mondo

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist