Com programa exclusivo às mulheres, Sebrae celebra o Dia do Empreendedorismo Feminino – 25 NEWS
quarta-feira, 17 abril, 2024

Com programa exclusivo às mulheres, Sebrae celebra o Dia do Empreendedorismo Feminino

Com programa exclusivo às mulheres, Sebrae celebra o Dia do Empreendedorismo Feminino

Thamires Matsuyuki, proprietária da Quitanda Maior, é uma das empreendedoras atendidas por meio do programa Sebrae Delas. (Foto/Divulgação)

Programa Sebrae Delas contribuiu para que Thamires Matsuyuki inovasse no setor de hortifrúti da capital

Nesta sexta-feira (19), é comemorado o Dia do empreendedorismo Feminino. A celebração ocorre em nível mundial e marca a história de luta e superação das mulheres, na busca de espaço no mercado de trabalho e no mundo dos negócios. O Sebrae/MS, como parceiro do micro e pequeno empreendedor, compreende a importância na valorização e estímulo ao empreendedorismo feminino e desenvolve, desde 2019, o Programa Sebrae Delas – Desenvolvendo Empreendedoras Líderes Apaixonadas pelo Sucesso, que dá suporte ao público feminino na realização de suas ideias e estruturação de seu negócio.

O programa já transformou a realidade de centenas de mulheres, incluindo Thamires Matsuyuki, de 27 anos, proprietária da Quitanda Maior. A empresária cresceu em uma família de agricultores, que vendia hortifrútis nas feiras da capital. Enquanto seus pais comercializavam produtos da terra, a atual empresária, ainda muito jovem, vendia doces para garantir sua renda extra e não imaginava um futuro como empreendedora. “Eu ia à feira vender meus doces e as pessoas achavam que era fogo de palha, não colocavam fé”, relembrou a proprietária da Quitanda Maior.

Foi a partir da queda do movimento das feiras de bairro, em 2015, que o pai da empresária, William Ytiro, sabendo da aptidão da filha para os negócios, sugeriu a saída das feiras para a abertura de um negócio fixo. Thamires, que à época estava com 21 anos e cursava Engenharia Civil, decidiu investir no desejo de seu pai e, a partir de então, passou a administrar a Quitanda Maior.

Com a ajuda das redes sociais, a jovem empresária logo aumentou a clientela e sentiu a necessidade de agregar um diferencial ao negócio. Contando com a ajuda de seu esposo, que já trabalhava na área, anexou um açougue ao empreendimento, levando mais clientes ao local. Com a chegada da pandemia, o período de atendimento diminuiu, bem como o movimento no local. Sem hesitar, a empreendedora decidiu iniciar um sistema de delivery de verduras e legumes, com atendimento a toda cidade. O sucesso foi garantido.

Atualmente, com milhares de seguidores nas redes sociais, quase 20 funcionários na equipe e um negócio consolidado, Thamires afirma que ainda encontra resistência de algumas pessoas, principalmente por ser do gênero feminino. “Sempre quando chegam na loja, procuram o dono. Preciso explicar que eu sou a proprietária e as pessoas parecem não acreditar”, expôs a empresária.

No Sebrae Delas, Thamires comenta que, além de capacitação e suporte, encontrou um ambiente acolhedor, com outras mulheres para compartilhar conhecimento e experiências, permitindo o fortalecimento do espírito empreendedor feminino e gerando uma rede de apoio entre as empresárias. “Conheci o Sebrae por meio de um informativo que recebi na feira. Quando ingressei no Sebrae Delas, me senti acolhida. Ganhei confiança quando vi tantas mulheres querendo empreender e isso é muito importante”, pontuou.

Programa Sebrae Delas

O Sebrae Delas é um programa que atende mulheres empreendedoras de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de fortalecer e aumentar a cultura empreendedora no público feminino. Por meio da iniciativa são oferecidos dois tipos de consultoria: a Premium, voltada para empresas já estabelecidas, e a Essencial, com a proposta de atender empreendedoras que estão iniciando um negócio. Além disso, o programa também promove cursos, seminários e encontros.

A gestora estadual do programa Sebrae Delas, Lucielle Lima, explica que já foram realizadas duas edições da iniciativa em Mato Grosso do Sul. A segunda, executada neste ano, teve 600 empreendedoras inscritas, o dobro da primeira edição, o que mostra o interesse das mulheres pelo mundo dos negócios e a busca por conhecimento para tornar sua empresa destaque no mercado.

“As mulheres atendidas pelo programa, em sua maioria, possuem graduação, inclusive no ensino superior. Apesar disso, durante o período de formação, elas não costumam receber apoio no âmbito empreendedor, e é junto ao Sebrae que este suporte é buscado. Isso pode ser notado pela alta adesão ao Programa”, pontuou a gestora.

Lucielle citou, ainda, que o despertar para o empreendedorismo vem da possibilidade de conciliar a vida pessoal com a profissional. “Muitas mulheres ainda acumulam funções domésticas a sua rotina, além do seu trabalho formal. Ao se tornar empreendedora, existe maior flexibilidade, podendo a mulher, inclusive, trabalhar de casa, sendo esse um atrativo ao empreendedorismo”, ressaltou Lucielle.

O último relatório de pesquisa, divulgado em julho de 2021, apontou a satisfação de quem participa do projeto. Os dados de questionários aplicados às empresárias participantes do Projeto Sebrae Delas do Sebrae/MS apontaram que 94,76% delas recomendariam o Sebrae a um amigo.

Fonte:Sebrae-MS

VEJA TAMBÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze − 6 =

lateral 2 Banner Precisando divulgar? LIT
pace il mondo

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist